quarta-feira, 1 de junho de 2016

Pertencimento


Tem um espaço em mim que te pertence
Nele você dorme e acorda. Segue-me...
À noite eu abro minhas janelas
E ganho o mundo...

E cada palavra é música
Versos de Buarque,
Versos de Holanda...
Versos nossos...

Tão nossos que ninguém entenderia
A profundidade, a densidade, a rima.
Por que em mim... você é TUDO e
TODO o meu mundo TODO!


4 comentários:

Lucia de Fatima de Oliveira disse...

.....Delicado,gostoso de ler e ouvir....é uma boa viagem.....

Loba Azul disse...

Obrigada, Lucia!


Eu... pessoalmente falando e apesar de ser de minha autoria, gosto especialmente deste poema.

Um abraço

Anônimo disse...

Poema "Buarquiano-Chiquérrimo", modéstia às favas, Loba, você manda bem demais!!!

Loba Azul disse...

Tai, gostei! O tal "Buarquiano-Chiquérrimo" procede, rsrs




Grata pela visita!