quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O ÁBACO DO BEIJO


O ÁBACO DO BEIJO

Quando eu chorei foi tão alto e tão sincero que minha toda alma chorou inteira por mim - e, eu chorava gritando tanto desencanto, desilusão... que jamais serei capaz de esquecer estes soluços e o gosto de fel e mágoa destas lágrimas banalíssimas....

Chorei desmoronando e tentando entender tanto engano cometido e... O que me vinha era apenas ‘in-sustentação’, vulnerabilidade...

Fiquei verde, azul, vermelha, roxa... Fiquei até o fundo de mim infeliz e minha feminilidade também chorou lágrimas de abandono, de desmerecimento, de deslealdade!

Minha alma dançava como dervixes hidrófobos e meus pensamentos se entrechocavam com as lembranças mais sinceras desta minha vida toda – que de tão tola, quase absolutamente feliz, fui!

Nada fazia sentido a não ser o que já não era mais absoluto e nem bonito - CATARSE!

Em um segundo... Arrastei, ah... eu nada entendia sobre as mãos que se dão e que, ao mesmo tempo, nos arrancam e devoram os dedos

Tanta tristeza e decepção, desapontamento... Minha alma dava tantas voltas como se meu estômago estivesse cheio de borboletas mortas, flores vermelhas vazias, pétalas para sempre secas... Meu centro magnético era um caos de bússolas avariadas, astrolábios desconfigurados, faróis apagados – desalento

Beijos partidos para nunca mais!

Era tanto... Ondas imensas,

Abissais

E eu caindo...

Ventos boreais portentosos

Eu caindo, eu caindo...

Um gosto amargo de mentira sincera na boca

Eu caído, caindo... caindo...

De tristeza

Caindo...

3 comentários:

Loba Azul disse...

AMOR OSCURO

Si para ti fui sombra
cuando cubrí tu cuerpo,
si cuando te besaba
mis ojos eran ciegos,
sigamos siendo noche,
como la noche inmensos,
con nuestro amor oscuro,
sin límites, eterno...
Porque a la luz del día
nuestro amor es pequeño.

(Manuel Altolaguirre Bolín)

Anônimo disse...

APLAUSOS!!!

Post absolutamnete intenso - Tão intenso qto tu, Blue Wolf querida!

Loba Azul disse...

Merci...!