sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Cognição




Sinto-me hoje como se tsunamis audaciosas (em antagônicas línguas vivas e mortas), cariciosas em seu porvir de unhas afiadas desvendassem-me, açoitando meu psiquismo e sensibilidade ao lamberem-me os pés após perpétuo desafio de ondas milenares (a raiz fincada do oceano primordial da transmutação abissal) de meu Gibraltar, rendido, dominado – Amante para nunca mais inexorável - hoje baila para ti e em ti a coreografia redentora da fusão de todos os elementos!


2 comentários:

Wal disse...

Nossaaaaaaaaaa, que coisa linda os novos posts e que delícia ter sido reaberto este espaço único! A gente não pode perder seu conteúdo pq, VC é mesmo ENCANTADA, lobinha!

Beijaço!

Loba Azul disse...

Obrigada, Wal!